LUÍSA PENSA BESSA

AUTOMAQUIAGEM E AUTOESTIMA: questão de amor com você mesma!

Por algum tempo, trabalhei com a Pri em um departamento criativo de uma marca de maquiagens e uma de nossas tarefas era experimentar produtos em nós mesmas: novidades de fornecedores, lançamentos, aprovação de cor dos nossos desenvolvimentos, etc. Então, eventualmente, era normal irmos a reuniões usando máscara pra cílios azul ou lápis de olhos amarelo, por exemplo. Era divertido usar essa liberdade que nossas funções proporcionavam!

Mas percebemos que mesmo com todo o acesso as informações da própria marca, as mulheres que trabalhavam lá (em geral) não tinham tanta segurança e domínio do uso dos produtos de onde trabalhavam. Agora imagina: se em uma marca de cosméticos percebemos essa dificuldade, como seria em uma empresa que nada tem a ver com Moda e Beleza?

maquiagem-autoestima-blog-dona-karao

A maquiagem é algo, sim, relacionado a vaidade e por isso mexe com a autoestima das pessoas. E o fato de não saber maquiar pode ter uma interferência que as vezes pode ser negativa na autoestima.

Por exemplo, fala-se muito de cursos de especialização profissional incentivados por empresas, visando investir na qualificação dos funcionários. E me pergunto, pq não fazer também algo que estimulasse a autoestima “pessoal” dos funcionários também? Ajudar seus funcionários a se sentirem mais bonitos e confiantes. Pequenos cursos de automaquiagem. Pequenos momentos preciosos que ajudem as pessoas a se sentirem bonitas e confiantes por dentro e por fora. Pq não? Homens também, pq não? Que mal há em dar aquela escondidinha nas olheiras eventualmente, por exemplo? Homens também têm olheiras. Ou aquele dia que você acorda se sentindo maravilhosa, pq não arrasar em um delineado maravilhoso? Ou até mesmo aquele dia que você tá se sentindo atropelada, passa um blushzinho, um batom e.. você volta a acreditar que vai ficar tudo bem. Ou faz uma argamassa no rosto todo mesmo, com todos os produtos que tem direito. Qual o problema? Nenhum.

Vlogger-Deepica-Mutyala-1

Saber usar as possibilidades dentro da sua realidade, da sua rotina. Cuidar-se, valorizar-se, sentir-se bem (http://g1.globo.com/bahia/noticia/2013/03/cega-por-acaso-jovem-de-23-anos-fala-sobre-vaidade-no-dia-da-mulher.html). Não ser escrava dos cosméticos, mas usá-los ao seu favor. A beleza interior pode sim ser realçada pela beleza exterior 🙂

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply